sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Caso Globo versus Record: Petismo tem limite

Pin It
Desde que estourou o caso Sarney os Petistas afirmam de pé junto que o #Forasarney organizado pelo Orkut e que tem sub-celebridades e blogueiros como ponta de lança (Tico Santa Cruz [quem?], Marcelo Tas e Noblat) nada mais é que um movimento orquestrado pelo PIG para derrubar ou prejudicar o governo Lula.

Pode até ser, mas não significa que temos que engolir o sapo bigodudo. É compreensível que Sarney, por maior crápula que seja, é apenas mais um em um senado coberto por lama. Ele é peça fundamental no Senado do governo Lula.

Não cabe aqui analisar o porque das alianças detestáveis do "PT do poder" com Sarney, Collor e Renan Calheiros - dentre outros nomes lamentáveis - e sim compreender que o ForaSarney foi (é?) um movimento que em parte serve para prejudicar o governo.

Longe de concordar com os Petistas que não aceitam críticas, que viraram defensores e melhores amigos de Sarney, mas o movimento deve ser enquadrado dentro de seus objetivos.

Antes de mais nada deve ficar claro que este blogueiro aqui não é petista e muito menos aliado dos DemoTucanos. Antes o PT no poder que um Vampiro Anêmico qualquer. Ambos são ruins mas o Vampiro é pior.

Por mais que alguns movimentos sociais tenham sido completamente cooptados, vide a UNE e sua vergonhosa direção, no geral a perseguição e criminalização direta e por parte do Governo Federal diminuíram de FHC para cá. Podemos falar em inércia mas não em grandes ataques coordenados.

O que vem se tornando inaceitável é a mania dos petistas de afirmarem, agora, que TUDO é manobra da "oposição" para derrubar o governo, para inviabilizar a candidatura de Dilma e etc...

Duas coisas devem ficar claras:

1. O PT não precisa de ajuda para se dar mal, suas alianças espúrias e diversas políticas desastrosas, sozinhas, fazem o serviço.

Aprovação da MP da Grilagem, Mensalão, venda das bandeiras históricas, expulsão dos "radicais" que hoje formam o PSOL, aliança com os maiores canalhas já vistos no país, PAC que não decola, reforma agrária emperrada... Só para ficar numa pequena lista.

Existem avanços óbvios, logicamente, como o Bolsa Família - apesar de faltar um plano para superar a necessidade da Bolsa -, ProUni - ainda que UniEsquinas não devessem se beneficiar de incentivos - e diminuição na repressão e criminalização dos Movimentos Sociais - apesar do aparelhamento de alguns.

Vale ainda citar que o processo de privatizações foi freado, a venda do país ao menos não é uma marca do governo petista e, convenhamos, se as denúncias de corrupção hoje são inúmeras não se deve à suposta capacidade petista de roubar e sim que o denuncismo do PIG foi elevado até a estratosfera.
2. MESMO que algumas ações da mídia (Folha, Globo, Veja e o PIG em geral), ou mesmo TODAS as ações e campanhas da mídia tenham de fato a intenção de prejudicar o governo, não quer dizer que nós, o povo, tenhamos que engolir toda e qualquer desculpa, toda e qualquer safadeza do PT/Governo.

Compreender e criticar o PIG pelas suas denúncias não é pressupor que tudo seja falso e muito menos legitimar toda e qualquer falcatrua do atual governo.

Dito isto vamos ao cerne do post de hoje.

Este post vem em resposta à este, do Bodega Cultural que afirma:
Essas denúncias e o oportunismo pernicioso da Rede Globo, a meu ver, só tem uma explicação: Derrubar a emissora que pode se contrapor à vontade da Globo e fazer a diferença nas eleições que se aproximam. Vamos dar eco: Derrubar a emissora que pode melar os planos mefistófeles da Globo e do PSDB, que é eleger seus tucanos nas próximas eleições e voltar ao poder absoluta!
Que o amigo me perdoe mas, como disse o @aarles via Twitter:
Record foi comprada com dinheiro lavado de fiéis...a Globo montada com dinheiro "clandestino" da Time Life...

ou seja: problemas no sistema de concessões que é uma piada...

isso só aparece para o grande público agora por uma briga no contexto da disputa eleitoral...

e eu aqui rindo e me divertindo, vendo que os grandes "estrategistas" vão sifu hahahahahahaha
Irretocável. Ambas as emissoras vieram de concessões problemáticas, fraudulentas no mínimo. A Globo é cria do Regime Militar e a Record de um povo burro que adora ser enganado pela piada que é o neopentecostalismo.


Ambas as emissoras tem uma história condenável, vergonhosa, ambas manipulam o povo das piores maneiras possíveis e a guerra entre elas beneficia unicamente o povo.
A TV Record, se não apóia o governo Lula, ao menos procura ser imparcial ao veicular notícias sobre política e a atuação do Governo Federal.
Mesmo que tal afirmação fosse crível devemos lembrar que a Record fará de tudo para, nas próximas eleições, permitir que candidatos neopentecostais façam palanque. Para além disso todos sabem que a própria empresa foi fundada na base do roubo, da fraude, enganando milhões de "fiéis" pelo Brasil e pelo mundo.

Será que o PT e os petistas estão dispostos a aceitar acriticamente tal apoio? Qual o preço que o PT/Governo/Petistas estão dispostos a pagar pelo "apoio" da Record? Quantos crimes irão acobertar? Quantos neopentecostais irão acobertar/ajudar a chegar ao parlamento?

------
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

Carlinhos Medeiros disse...

"A Record foi comprada com dinheiro lavado de fiéis...a Globo montada com dinheiro "clandestino" da Time Life..."

Ok, isto resume a ópera. Mas ainda é necessário observar às leis que regem as concessões de rádio e televisão, e outras cartilhas, que mostrem que dinheiro de contribuições de fiéis não pode ser usado para comprar emissoras.

"A Globo é cria do Regime Militar e a Record de um povo burro que adora ser enganado pela piada que é o neopentecostalismo."

E isto desrespeita e diz respeito a milhões de pessoas que tem a liberdade de cultuar e cultivar suas crenças.

AF STURT disse...

Mas tem uma coisa sãO 12 milhões de pessoas doando seu dinheiro por livre vontade a uma instituição mesmo sabendo,de muita coisa que ocorre nessa.Lebrando que tal video é de 90,e cada vez mais a universal cresce mais ainda e seus fieis muitos são ricos e intelectuais e não burros, continua ignorando as denuncias e pagando o dizimo.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Carlinhos:

Desrespeito é a existência ou a permissão para que existam templos neopentecostais.

Que me desculpe mas neopentecostalismo e, por consequência, a "teologia da prosperidade" são pega-trouxa. Cada um tem a liberdade de cultuar - e ser enganado - e eu também tneho a liberdade de achar que quem cai nesse conto é burro.

Como Ateu sou obrigado a aguentar ofensa desse povo diariamente, não é a liberdade deles? Os homossexuais não são ofendidos diariamente pelos religosos? As mulheres não são submetidas pelos neopentecostais - mas não só?

Liberdade só vale pra eles enganarem e roubarem? Sou obrigado a respeitar este tipo de coisa? Respeitar o desrespeito sob o manto do "culto", da "liberdade religiosa"?

Pode ter certeza que não.

E pensar que os Protestantes nasceram em oposição às indulgências... Os Neopentecostais são mesmo uma vergonha.

AF Sturt: Livre espontânea vontade ou lavagem cerebral? Em um momento de desespero algumas pessoas fazem qualquer coisa, acreditam em qualquer coisa e acabam nas garras dessa horda de canalhas chamados neopentecostais.

As entrevistas que a Record fez com os "fiéis" demonstra bem isso, a ignorância está estampada na cara de cada um deles.

Hugo Albuquerque disse...

Tsavkko,

Obviamente, tanto Globo quanto Record são exemplos do fracasso do nosso modelo de concessões públicas para canais de televisão - aliás, a TV é um meio de comunicação que deu errado no mundo inteiro: Os dois modelos hegemônicos são o mercadista e o estatista, enfim só escapou mesmo o Reino Unido com o seu sistema BBC.

Ademais, as ligações da IURD com Lula se deram via PL já nas eleições de 2002 - depois que o partido do vice-presidente, ora PR, saiu da mão de Afif, se tornou espaço para os neopentecostais, especialmente para a IURD.

A aproximação definitiva se deu com a concessão da Record News, um soco no estômago da Globo.

Outro ponto é como a decadência da Vênus Platinada é patente e como isso externa o óbvio: A Televisão é um meio inviável. Ela depende não apenas da publicidade estatal como de um bom apoio político para manter as portas dos grandes bancos estatais sempre abertas. Foi assim que a Globo se manteve da Ditadura ao Governo FHC. Com Lula, ela foi comida pelas beiradas; se radicalizar contra Lula, fecha as portas porque não aguentaria dois tempos de "livre mercado"; se não fizer nada, verá a Record mais e mais.

Veja, brigas entre a Record e Globo não são de hoje, mas desde o momento em que a Record ganhou esse tônus brutal durante o Governo Lula, as coisas mudaram de figura. Destruir a Globo sorrateiramente como Lula faz não é apenas genial como é louvável, fazer isso promovendo a Record é uma tragédia.

Outro ponto a ser levantado, é a questão de como a IURD conseguiu a concessão da Record: Não foi exatamente por burrice do povo, mas sim porque nos anos 80 a CUT esteve prestes a adquirir ela, mas foi sabotada pelos donos do poder que acharam melhor fazer negócio com a aparentemente inofensiva IURD.

Sobre o avanço do neopentecostalismo, trata-se de um fenômeno verdadeiramente complexo: Tem muito a ver com a lumpenização do proletariado, fenômeno que se verifica pela forma que se deu o processo de abarrotamento das metrópoles via desenvolvimentismo militar - e depois encontrou elemento catalisador com a desagregação decorrente da hecatombe econômica do Governo FHC.

Some isso ao desmonte da Teologia da Libertação pelo Vaticano e temos o quadro fechado com a decorrente paralisia da Igreja - note: O que restou foi apenas a ala anti-povo da Igreja, que desde os anos 60 não passava de uma anti-TL, incapaz de construir nada, muito menos a se adaptar à nova realidade urbana do Brasil.

Como também não tivemos nenhum avanço educacional, mesmo com a incensada "democracia", eis que o povão caiu e continua caindo ainda na mais nesses esquemas de lavagem cerebral - não, ninguém é livre para ter a mente lavada.

abraços

danielsouzat disse...

AF STURT. Qualquer cristão é um burro, ou alguém que se recusa a aceitar a verdade!

AF STURT disse...

Raphael Tsavkko Garcia ,
Mas acho que lavagem celebral não é ilegal ,apenas imoral ,ou não?

Mas de qual quer forma jamais vou apoiar a derrocada da record se o que esta´por trás disso é o fortalecimento e o jogo sujo da globo.

Daniel,
é eu também concordo com vc...Mas vai enteder essa socieadde F da P.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Hugo: Concordo e corroboro com seus comentários mas, sim, burrice dos que pagam dízimo tem relação. Sem dízimo, nada de IURD ser o monstro que é hoje.

Pessoas em desespero são facilmente manobráveis, e boa parte dos "fiéis" da IURD são de pessoas em desespero que procuram alguma saída. E acabam encontrando mais desgraça.

O caso da CUT é interessante, vale ser lembrado!

AF: Não é "ilegal", ilegal é o que fazem com o dinheiro dos que sofreram a lavagem.

É engraçado, é imoral... E estamos falando de um grupo religioso que, em termos, deveria ser o mais moral possível, em compensação é da pior espécie.

Daniel: Não sei se podemos falar da "verdade". Aí é um pouco ser radical às avessas.

Postar um comentário