sábado, 14 de novembro de 2009

O apagão do PT e o Rodoanel...

Pin It
Engraçado, um apagão e a mídia é unânime q a culpa é do PT, o Rodoanel cai e... a culpa ñ é do Serra?

Antes de mais nada, mantenhamos as proporções.

O apagão, como o PIG vem chamando, o blecaute, foi, segundo engenheiros paraguaios, causados ou começaram em São Paulo, da empresa energética privatizada, de origem colombiana - o Brasil é uma piada tão grande que até nossas empresas são vendidas para países de terceiro mundo, não sabemos gerir nada, não é? - e, convenhamos, foi um fato isolado, muito diferente do apagão de FHC e consequente racionamento.

Chegamos à loucura de, por falta de estrutura e  investimentos, pagar multas por usar um limite imposto pelo governo de energia. Não vemos isto hoje, nem de longe.

Indo para o Rodoanel, o que vemos é uma obra mal feita, financiada com o dinheiro da privatização de outro trecho da rodovia e este, obviamente, será privatizado logo após o governo terminar de investir. E, por governo, falo em nós, o contribuinte, que paga bilhões por obras que serão depois entregues à iniciativa privada sem qualquer consulta ou honestidade.

Depois dos episódios absurdos envolvendo empreiteiras e construtoras brasileiras como Queiroz Galvão e Camargo Gutiérrez no Equador e na Bolívia, não surpreende que a OAS e as outras empresas participantes da obra, todas gigantescas e de alcance mundial, tenham feito o mesmo serviço de porco aqui em nosso país.

E, obviamente, com a conivência do Vampiro Anêmico que nunca se preocupou com qualidade, decência ou a segurança dos paulistas e paulistanos, vide a cratera do metrô que jamais foi ou será totalmente explicada.

Observem atentamente as notícias sobre o Rouboanel e sobre o "Apagão" e vejam como se posiciona a mídia, ou melhor, do lado de quem.

Com o apagão a CBN acusava Lula e os pobres de baixarem o IPI e comprarem geladeiras demais para que o sistema energ´petico aguentasse. Chegaram a acusar o MST e os índios.... E os absurdos não pararam.

Com a queda do Rodoanel, assim como com a cratera do metrô, o que se vê é o investimento desviado, a corrupção, a péssima qualidade de materiais e o descaso com o bem público e com o povo... Mas nenhuma palavra do PIG sobre as reais causas, só a comoção, a emoção fingida e os protestos de boa sorte para Serra em suas investigações que nunca dão em nada.

A campanha já começou a muito tempo e o PIG nunca teve dúvidas de que lado escolher.

Serra é intocável. Esta é sua democracia, a mesma que copia Maluf e desrespeita a tradição e a decência na escolha do reitor da USP em lista tríplice. Vale a leitura da excelente análise d'O Descurvo sobre o assunto.

Estamos em guerra, queiram ou não. Escolham seu lado.
------
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

AF STURT disse...

A eleição para reitor da usp é piada de mau gosto, não serve para nada.
Em SP, o sucateamento da iniciativa privatizada é o jeito do psdb governar e o jeito que o pig encara as coias ,ou seja, toma opinião nas coisas.
Agora colÔmbia e Serra?dobradinha facista em?Porem quando houve as privatizações cade os demo/tucanos tentando barrar o capital conlonbiano ?como vez com a venezuela no mercosul?
Chaves e Uribe estão no terceiro mandato ou não?QUAL A DIFERENÇA?

Mudando de asunto,e a canditura do Plinio já era?
ABRAÇÃO...

Cícero Guedes disse...

Oi Rafael,

No texto você chama Colômbia de terceiro mundo, mas este termo (conceito) já muito usado, inclusive para o Brasil, além de caduco é errado. Não existe esse papo de primeiro, segundo, muito menos terceiro ou quarto mundo, isto era um conceito carregado de ideologia "de cima", da mesma forma os jargões "países emergentes", "sub-desenvolvidos", "em desenvolvimento", etc. todos mais deturpam e camuflam a realidade, e o seu entendimento, do que explicam alguma coisa. Mas ainda são muito usados no meio 'não entendido' de ciências sociais, de economias, etc. Entre os "comuns", nós trabalhadores, etc, e pelos salafrários de sempre (jornalistas de merda, PIG, intelectuais de merda também, 'especialistas' dos assuntos gerais).
Acredito que você não usou o termo por mau, mas ao mesmo tempo, para traçar seu raciocínio/texto, desqualificou um país, a Colômbia, que em si não tem nada a ver com a treta daqui, e sim uma determinada empresa de lá, e nesse caso, não poderias também elogiar ou preferir uma determinada empresa daqui, só por ser "brasileira".
Não defendo empresário 'brasileiro' contra empresário colombiano, pra nós (trabalhadores) saõ todos a mesma raça (patrões) e ponto. Patriotismo louco. Se fosse uma estatal sob controle dos trabalhadores daqui aí sim poderia defender, mas nem de longe é o caso, então não compre briga dos outros (das burguesias).
Sobre o PIG, a velha disputa entre setores burgueses "brasileiros", de um lado os psdbistas e globo, de outro os novos-e-velhos "defensores do povo" (PT/PMDB, oligarquias, etc) com a Record/IURD/Carta/etc e muitos intelectuais 'desavisados'(sic).
Até podemos 'graduar' qual destes setores é menos isso ou aquilo, mais privatista menos privatista.
Mas a verdade é que são todos ao fim e ao cabo setores e representantes da grande burguesia, "nacional" (sic) e internacional, do capital Financeiro, Multis, etc.
Então, e portanto, não cabe a pergunta (espero que não tenha sido neste sentido a sua) se qual destes lados estamos, pois além do velho maniqueísmo, ainda guarda uma silada pior: o de fazer uma enorme capitulação e ficar de joelhos e apoiando esta corja, esta classe dominante, que é a burguesia. Não temos que ficar do lado de filho-da-puta nenhum, de burguesia nenhuma!!!
Não temos quase nada, poder etc, mas que tenhamos pelo manos a independência de classe, e alertemos o povo para isso.
De nossa parte ficamos do lado da classe trabalhadora e do povo, dos nossos movimentos, partidos, da nossa luta.
Não sejamos massa de manobra (consciente nem inconsciente) de setor burguês nenhum!!! Já chega o que fizeram e fazem os partidos que se dizem de esuqerda e há muito já passaram pro lado ("da tática") de lá.
Um grande abraço e até.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Cara, Plínio ainda ñ já era porque duas das maiores tendências o apóiam, CSOL e APS, além do Revolutas e outros menores. Eu ainda tenho esperança de que a corja do MES seja contida. É esperar pra ver...

Cícero:
O uso do termo "terceiro mundo" foi apenas por usar, para ilustrar a vergonha que é, dentro de qualquer tipo de classificação, termos uma empresa nacional nas mãos ede um país tão ou mais ferrado que o nosso. Uma coisa é privatizar e vender pra potência - o que já é uma merda mas até certo ponto compreensível dentro do capitalismo - outra é vender pra quem está abaixo e seuqer consegue fazer funcionar seu p´roprio país!

Marcelo Delfino disse...

Grande Cícero! Eu também escolhi meu lado: o lado de cima. Pra pisar bem forte nessa cambada pró-PSDB ou pró-Lula-Dilma-PT.

Também não escolhi o lado do PSOL ou da extrema-esquerda, que no fundo são o PT de 1980, que deu no que deu. Nem da extrema-direita, que gosta de dizer que Serra é esquerdista e que o DEM imita os Democratas americanos (os liberals) e os Trabalhistas britânicos (repararam que o DEM brasileiro e o PT britânico usam logomarcas semelhantes?). Dizem que até Hitler era socialista, por ser o líder do Partido Nacional SOCIALISTA dos Trabalhadores Alemães. Sempre desconfie de quem se põe à direita de Hitler.

Como diz a turma do Observatório da Imprensa, a mídia deve ser simplesmente mídia. Nem mídia chapa branca, nem PIG.

Parabéns para o Tsavkko, pela postagem. Mas desta vez, meu blog saiu na frente nessa crítica à proteção ao governador Motosserra no caso do Rodoanel.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Marcelo, não é uma disputa, é maravilhoso que a blogosfera se una e denuncie!=)

Anônimo disse...

Furnas é privatizada e colombiana? Itaipú é privatizada ou colombiana?

Ou você quer argumentar que a ineficiência e insegurança de um sistema majoritariamente estatal é culpa de uma distribuidora específica?

Análise raaaasa...

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Eu ADORO comentários anônimos! Gente que não tem coragem de mostrar a cara porque sabe que está falando merda!

Coleguinha, a falha começou em São Paulo, empresa privatizada e, depois, se espalhou pelo sistema. A merda foi aqui, meu querido ou minha querida. Querer reclamar de Furnas ou de Itaipu por terem desligado para resguardar o sistema por uma falha paulista/colombiana não é só má fé, é Tucanice.

Postar um comentário