segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Wikipedia, Censura e irrelevância

Pin It

Vemos, infelizmente, que a vontade de censurar e de controlar a internet, a colaboração e as ferramentas virtuais não passa apenas pela cabeça corrupta e transloucada de Azeredos da vida. Não são apenas parlamentares ensandecidos e apavorados com a facilidade com que seus podres se propagam pela rede, nem apenas o PIG que vem perdendo relevância dia-a-dia que que atentam contra a nossa liberdade na rede.

O caso do bloqueio do artigo sobre o Daniel Pádua (@dpadua) na Wikipedia por dois fascistas com sonhos de poder é emblemático.
Leslie Msg 03h28min de 23 de novembro de 2009 (UTC) - Defina "importância no ciber-ativismo brasileiro" (no artigo), e possivelmente mudarei meu voto. No momento, parece BSRE, e não, ser contratado/pedido para fazer um blog para o governo não torna alguém enciclopédico (senão, pela mesma lógica, assistentes SR também devem possuir artigos, tais como secretários, etc).

Fabiano Rosa Tatsch (@fabianort), "Sturm", RafaAzevedo, "Algébrico", ThiagoRuiz e Leslie resolveram se arvorar no direito de proibir que a opinião de diversos usuários da Wikipedia como @Myris, @Aritana, @fabianamotroni e vários outros e bloquaram seus votos pela manutenção do artigo, ainda em fase de elaboração. Mais que uma simples homenagem ao grande ciberativista que foi o @dpadua, é o reconhecimento de sua importância e relevância.

Do Nas Retinas:

A Wikipedia, site colaborativo, que tanto respeitamos, permite que um sujeito chamado Christian Hartmann delete o perfil do Daniel de Pádua sem critério algum, somente indicando “Vaidade” e biografia sem relevo enciclopédico como justificativa. Veja aqui os registros da atividade do dia.
O que mais salta aos olhos neste absurdo é a constatação da existência de artigos na wikipedia sobre assuntos tão relevantes quando "A Fazenda", uma tal ex-namorada de alguém chamado "Theo Becker", artigo sobre as "Chuiquititas", "Lucianta Gimenez" e outras banalidades - absurdos - semelhantes. Isto, para os vigilantes de plantão é totalmente aceitável. Mas um artigo sobre alguém que contribuíu de forma ímpar para a cultura digital brasileira? Nem pensar.

Acusam o @dpadua de irrelevante, chegam a dizer que não conhecem, logo, não tem relevância. Cúmulo do absurdo e da ignorância.


Enquanto os votos de todos os contrários à manutenção do artigo sobre o @dpadua são mantidos, as regras esdrúxulas e sem sentido da Wikipedia eliminam praticamente todos os votos favoráveis. E não estamos falando de Zés Ninguém e trolls, mas de gente ligada à cibercultura, blogueiros e, enfim, pessoas que realmente entendem a relevância e importância de Daniel Pádua para a cultura digital brasileira.

A discussão já partiu para as ofensas pessoais e, enquanto estiver online a página, teremos um verdadeiro circo onde os ratos começaram a tomar conta.
-------------
Update: Deletaram parte do tópico com as discussões acaloradas, os ratos começam a se esconder
-------------

A Wikipedia corre o risco de se tornar irrelevante. A interface pouco user-friendly, as milhares de barreiras para contribuição e, acima de tudo, o comportamento fascista de alguns usuários que se sentem deuses e com poderes ilimitados, fazem da Wikipedia uma ferramenta em vias de perder relevância caso nada seja feito.


Este recente episódio serve, enfim, para demonstrar que até mesmo os processos colaborativos estão constantemente sujeitos à censura por parte de algum membro que se ache maior que os demais, por regras draconianas e pelas próprias falhas de concepção de um projeto.

Daniel de Souza Telles dá o recado:
"Sim, Daniel Pádua não era uma pessoa conhecida por milhares. Nem por isso ele era uma pessoa mediócre ou talvez por isso ele não era. Se formos analisarmos o que ele fez, veremos o Xemelê, o BlogChalking, um fundador e membro importante da Rede MetaReciclagem, um importante blogueiro, jornalista e ciberativista em seu blog, Twitter e em diversos outros comentários e participações em blogs, listas de discussões fóruns pela Web. Sem contar de sua participação em eventos e movimentos, em defesa da inclusão digital, das liberdades civis, licenças livres, etc, que tanto têm a ver com os próprios projetos da Wikimedia. Infelizmente não cheguei a conhecer está grande figura, portanto isto é tudo que me vem a cabeça no momento.
Agora tenho um questionamento, se hypes como Mulher Melancia e MC Créu, que podem até ter sua importância em seus quinze minutos de fama, mas que fora disso são nada, merecem estar nesta grande enciclopédia. Então por que Daniel Pádua, uma pessoa que nos limites de sua curta vida e capacidade humano, contribuiu tanto para o desenvolvimento de nossa sociedade, causou tanto impacto com suas ideias, contribui na idealização de tantos projetos que hoje estão se tornando realidade, como o Marco Civil da Internet, e que chegou a receber as honras fúnebres até do Estadão, algo extremamente raro. Então por que ele simplesmente não pode ter a história de sua vida publicada nesta grande enciclopédia universal? É essa a meritocracia que buscamos?
Importante ressaltar que outros de importância parecida têm suas biografias consideradas "enciclopédias" e presentes na Wikipédia, como inúmeros jornalistas da Folha e do Globo e alguns desenvolvedores de software livre. Não vamos causar mais um damnatio memoriae na história. Daniel de Souza Telles (discussão) 23h49min de 22 de novembro de 2009 (UTC)"

Deste fato tiramos duas conclusões, uma de que a Wikipedia de fato se torna obsoleta nas mãos de proto-burocratas e neofascistas com péssimas intenções e outra de que ainda é preciso se trabalhar muito para criar mecanismos realmente colaborativos em rede que possam combater atitudes como as vistas.
------
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Malatesta disse...

Tsavkko, quero deixar claro que em nenhum momento deixei de acreditar na Wikipédia, considero ela "minha" (nossa) e, de longe, a melhor enciclopédia de todos os tempos (se alguém conhece uma melhor, por favor me indique). Nunca pensei em desistir dela, só vi, nesse momento do verbete do Pádua, a necessidade de marcar firmemente a posição e não deixar que um grupo mal orientado e talvez até mal intencionado, desvirtuasse as diretrizes wiki da enciclopédia. As fortalezas do futuro são castelos de areia aguardando seus ocupantes, se serão de direita ou de esquerda depende de nós! Sempre na Luta,
Aritanã Malatesta

Patrick disse...

Caro Raphael, sou usuário antigo da wikipédia, onde me registrei em 2004. Quando me tornei administrador, eramos em número de 3 (dois portugueses e eu). Trabalhei muito e com bastante prazer durante um longo tempo. Em 2006 meu tempo livre começou a escassear e diminui meu ritmo de contribuições. Infezlimente, tenho a impressão que o projeto sofreu muito com a entrada de alguns usuários que não compreendem muito bem os conceitos de cultura livre (da qual o software livre é uma das manifestações). Recentemente, por exemplo, fui retirado do quadro de administradores meramente por não ter tempo para colaborar nas atividades administrativas de manutenção (apagar artigos indevidos, limpar vandalismos, etc). Isso é totalmente contra a filosofia da época em que eu entrei. Naquele tempo, todo usuário merecedor de confiança era qualificado como administrador, de modo quase automático. Só quem quebrava a confiança, por desrespeitar as regras, tinha seu perfil de administrador revogado. Uma pena esse rumo que a comunidade está tomando.

De qualquer forma, a votação sobre o Daniel Pádua parece estar bem encaminhada, embora um dos eleitores pró-eliminação tenha deixado no ar a ameaça de vir a pedir nova votação para apagar o artigo no futuro (outra situação que seria considerada completamente absurda no meu tempo; a postura da wikipédia sempre foi inclusionista). Estarei atento ao seu twitter e ao seu blogue, para acudir em socorro novamente, se necessário for, na medida de minhas possibilidades.

Um grande abraço.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Valeu pelos esclarecimentos, PAtrick, foram muito bem vindos! Realmente, eu nunca me cadastrei na Wiki exatamente porque já via - através de conhecidos - este processo de deterioração e como meu tempo ká é escasso, preferi nem me aventurar, mesmo sabendo que tenho o que contribuir...

É uma pena que regras draconianas valham apenas para quem quer desvirtuar a Wiki, que é uma referência e, no geral, a versão brasileira vem cada vez mais se tornando obsoleta graças ao péssimo trabalho de alguns usuários que dela se apropriaram!

abraços!

Patrick disse...

Mas não deixe de se registrar e fazer alguma edição, nem que seja uma vez por semana, mesmo que pra fazer uma correção ortográfica. Precisamos de gente de bom senso.

Robson Fernando disse...

Similar foi o caso da ONG Brasil Para Todos: http://www.ceticismoaberto.com/ceticismo/1136/wikipdia-amm

É por esses casos e pela falta de confiabilidade bibliográfica (textos sem referência) que eu sempre consulto a Wikipedia (em inglês, sem acento), a não ser que algum assunto seja regional demais pra sair nas Wikipedias de línguas estrangeiras.

Postar um comentário