sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

O que resta de e para São Paulo?

Pin It


Li o excelente artigo-desabafo da Maria Frô sobre o governo (sic) Kassab e não deixo de me impressionar.

Diferente dela eu não acompanhei mais do que o governo Kassab e Serra em São Paulo - felizmente, posso dizer -, afinal moro nesta cidade há pouco mais de 4 anos apenas, mas de longe sempre via o desenrolar das crises e o descaso pelo qual os governos sucessivos sempre tinham com a cidade. Em Recife, de onde vim, não era diferente - ainda que os governos posteriores do PT tenham de fato melhorado um pouco a cidade em algumas áreas, mas ainda deixaram muito a desejar.

Mas, enfim, de tudo que vi e acompanhei não posso deixar de concordar, senão o pior, o governo (sic) Kassab é sem dúvida dolorosamente ruim. O aumento descabido dos salários de sua corja de puxa-sacos e secretários, a eliminação de parte da merenda das crianças pobres das creches, o corte na limpeza urbana chegando até, finalmente, o completo caos causado não só pela chuva, mas pelo completo abandono por parte da prefeitura e do governo do Estado (e nosso querido Zé Alagão) de nossa cidade.

Por onde andamos vemos sujeira, podridão e rara coleta - e insuficiente - de lixo. Claro, nos bairros ricos, em Perdizes, nos Jardins e afins a coisa não tem a proporção do centro, da periferia, mas mesmo lá vê-se os reflexos do abandono. A podridão de nossos governantes resultaram em enchentes monumentais, em mortes, em doenças e destruição. Falta de coleta, abandono de áreas de risco - ou mesmo de áreas centrais como o Anhangabaú - e até o franco e aberto sanitarismo, o crime contra a população pobre com a inundação proposital e criminosa de áreas populosas ao invés do alagamento de vias de passagem das elites.

Tudo isto em conjunto com a mais completa e absurda alta de impostos (vide o caso do IPTU) e preço de serviços, sem que nada recebamos em troca... minto, recebemos em caos e desespero.

Esta semana, como narrei, o descaso da polícia de Serra e a condição de abandono do Centro de São Paulo por parte da prefeitura causaram mais uma morte. Filmada e fotografada, ainda que a mídia tenha pouco se importado - era só um mendigo. Parece algo pequeno, mas estamos falando de um ser humano que foi morto por ser forçado a viver nas ruas e, hoje, sequer com a possibilidade de se abrigar em albergues - Kassab os fechou - ou ser tratado com dignidade - a PM não só não o ajudou como ainda pode ter facilitado sua morte com a delicadeza com que o trataram.



Hoje (ontem), enfim, o mais novo episódio de violência estatal, de descaso e desrespeito ficou por conta da Polícia - como de costume - que reprimiu com violência uma manifestação pacífica de estudantes e trabalhadores contra o aumento absurdo da passagem de ônibus. Para a prefeitura é legítimo elevar o preço acima da inflação, mas para o trabalhador, receber 1% de aumento com uma inflação de 10% é luxo e deve ser recebido como graça divina. À máfia dos transportes, o "justo", ao povo, o ônus de pagar a conta.

Centenas de pessoas exerciam seu direito constitucional de se manifestar livremente até serem acossados e violentados pela polícia com gás, pimenta e ameaça de tiros. Centenas de pessoas desarmadas contra uma corja de criminosos de farda à mando de um patrão com sonhos de grandeza e nenhum respeito pela vida.

Ao chegar próximo ao local, os manifestantes foram recebidos com gás pela Polícia Militar. Houve muita confusão e o ato acabou sem que pudesse se chegar ao terminal. De acordo com a assessoria de imprensa da Rede Contra o Aumento da Tarifa, "há feridos e pelo menos cinco pessoas foram presas. Estamos tentando descobrir o número exato", disse Thais Carrança. A Rede Brasil Atual também procurou a Polícia Militar, que informou que não há nem presos nem feridos.


Questionada sobre a foto do policial com uma arma na mão durante o protesto, a Polícia Militar de São Paulo afirmou que, "em princípio, há incorreção de procedimentos". No entanto, a corporação disse que a imagem não permite uma análise mais abrangente do quadro operacional para verificar se a ação foi correta.

A imagem não permite uma análise, a realidade não permite uma análise. O modus operandi da PM é sempre o mesmo e cabe a nós apanhar quietos.

Ao contrário do que afirma o PIG e a polícia, o CMI denuncia a prisão de pelo menos 10 manifestantes e ao menos dois feridos.

Mais fotos da violência policial no R7.

Veja matéria sobre o protesto direto do Centro de Mídia Independente.

Este é o retrato de São Paulo, uma terra sem lei, sem governo, sem justiça.
------
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Anônimo disse...

Ae eu me pergunto, o que fazer?!

Ana Zugaib disse...

Os políticos brasileiros são gênios do mal!

Eles governam como ditadores, jogam o povo na merda e, para ninguém reclamar, embrulham tudo isso num papel bonito e brilhante chamado "democracia".

Enquanto o povo continuar tapado, vai continuar apanhando e vivendo no meio do lixo.

Anônimo disse...

isso é tão absurdo que chega a ser ridículo. estamos em 2010, supostamente uma nova década, vivendo situações que lembram perfeitamente o início da década de 70! pra piorar, ainda é ano de copa! a corja de políticos vai se aproveitar desse ano como nunca e ninguém vai dar a mínima, afinal é mais importante o brasil se tornar hexa do que se tornar um país de verdade, certo?

mariafro.wordpress.com disse...

Nosso papel é vigiar, registrar, denunciar os desmandos, bóra continuar a luta até a população acordar e escurraçar esse bando de incompetentes desumanos que desgovernam nossa cidade

AF STURT disse...

Todo poder ao povo.
Manifestação popular sempre é e deve ser um bom caminho...

Companheiro o que achou do progama do psol 2010?

Raphael Tsavkko Garcia disse...

A idéia do PSOL de equiparar PT e DemoTucanato é burra e inconsequente. Não são a mesma coisa. O PT é um avanço claro, ainda que tímido. O PSOL só afasta a possível base dessa forma sem falar que, obviamente, a piada de se aproximar da Marina tem me feito me afastar do PSOL, e com nojo!

AF STURT disse...

Mas até que o progama me suprendeu positivamente.Esperava um carater eleitoreiro,porém o foco foi muito em cima da anti currupção.Falou muito pouco sobre a alternativa socialista, já que na visão deles os governos do psdb e pt são muito parecidos,então devia ter abordado mais esse asunto.Por outro lado o tempo é muito pequeno.Acho que faltou a participação do Plinio.Isso mostra a má vontade com um projeto socialista para páis por parte da direção do partido.

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Querem enterrar o Plínio. Falam de alternativa mas a alternativa discutida é a de se juntar com a Marina. Aí não tem papo. É uma pena. Espero que ainda mudem de idéia e ouçam a militância!

Postar um comentário