quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Marchinha pró-Dilma e a direita preconceituosa

Pin It
Está rolando pela internet a divertida marchinha de carnaval em homenagem à Dilma. Bem humorada, bem bolada, ela promete ser um sucesso entre aqueles que apoiam sua candidatura. Gostem ou não, a sacada foi muito boa, nada mais criativo.



O problema é que, agora, resolveram fazer uma campanha contra. Nada contra o ato de se manifestar contra, esta é a democracia e até mesmo Integralistas e gente saudosa da Ditadura tem todo o direito de protestar - coisa que os que defendiam a democracia, durante a Ditadura, não podiam fazer.

É engraçado que gente ligada à Linearistas, Integralistas, DemoTucanos e toda esta corja queiram falar de democracia. Logo eles que defenderam ativamente a ditadura de Vargas e não duvido que a militar, e com gosto!

Mas, uma coisa é protestar, outra é abusar do machismo e do mal gosto, como a "marchinha" anti-Dilma que posto abaixo (agradeço à @Flaviapires pelos links), ou ainda o vídeo difamatório, na esteira da Ficha Falsa da Folha, logo depois. Uma coisa é criticar o programa defendido pela Dilma, discordar de suas posições, outra é criticar sua história e sua luta contra a Ditadura Militar.

Dilma foi presa e torturada por anos e só por isto já merece nosso respeito.

Militante da COLINA, POLOP e VAR-PALMARES, sua história é um exemplo. Nunca demérito. Os absurdos inventados pela mídia e a tentativa de colocá-la como Terrorista, Ladra e etc são vergonhosos e mentirosos. Servem apenas para desmascarar a mídia e mostrá-la como realmente é: Reacionária, retrógrada e saudosa da era dos milicos.


.
------
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Nikola Tesla disse...

Que a Dilma é terrorista é inegável.
Que ela é o continuismo também é verdade.
Mas que ela é necessária para o coup d'etat em curso aí é mentira.
O plano é que ela perca mesmo.
Assim o StalinLula pode voltar como "libertador das massas", o "presidente operário triunfante" que ele apregoa nas propagandas do PT cada vez mais indistintas das propagandas do Banco do Brasil, Caixa e Petrobrás.
O "triunfismo" e demagogia presente em todas as propagandas acima é similar em todas.
O Brasil vai na contra-mão do mundo. Com uma mentalidade infantil voltada à esquerda acha que vai conseguir algum avanço instaurando um regime comuno/social/nazista.
Pelo contrário. Até hoje a alemanha oriental (ex-RDA) tem mais desemprego, pobreza e miséria graças ao patético regime financiado pela USSR.
E não adianta me taxar de integralista porque estou longe disso. Não sou integralista, nem TFP ou qualquer outra denominação racista que vocês tanto usam. O preconceito que vocês tanto alegam combater é crescente nos textos publicados.

Preconceito de rico contra pobre=mau
Preconceito de pobre contra rico=bom

Isso é certo?

Nikola Tesla disse...

Nossa Tsavkko, agora relendo o artigo fiquei impressionado com o quanto você é preconceituoso.
Qualquer um que discorda de você é "saudosista integralista", TFP, etc etc.
Será que você não consegue ver um palmo à sua frente sequer?
Houve um tempo no Brasil onde uma luta armada financiada por dois interesses internacionais dominava a nação.
A Dilma foi sim terrorista. O que ela fez (sequestros e tudo mais) é SEM SOMBRA DE DÚVIDA terrorismo. O estado ditatorial instaurado também cometeu terrorismos. ISSO TAMBÉM É FATO.
Isso não faz da Dilma uma heroína. MUITO PELO CONTRÁRIO. Ela é sim uma criminosa. Assim como os generais que fizeram barbáries também são.

Anônimo disse...

Tesla,
vá comentar em blogs sobre engenharia elétrica,porque pelo visto, política não é sua especialidade

polivocidade disse...

Dilma realmente é terrorista, não há como negar. Anda despertando o terror no coração da direita e de quem defende princípios de maneira metafísica, desligados da realidade.

É preciso que certos setores da esquerda entendam o que Lula está fazendo.
Igualmente, companheiro Tsavkko, é preciso compreender que, assim como direita e esquerda são cognitivamente determinados pela experiência humana, ideologicamente estes lados se manifestam menos pelo que se diz, e mais pelo que se enuncia. Daí professarem tantas certezas. É como dizem: sem sombra de dúvidas. Se não há sombras, não há contraste, e sem ele, fica-se cego.

Abraços!

Flavia disse...

Sinto que essa eleição vai pegar fogo !!!Vai rolar muita baixaria ,já que o neoliberalismo esta falido no mundo,vide crise nos USA,imagina a direita brasileira....decadente....Vai apelar.Meu irmão mora nos EUA,ficou doente e não teve direito a um hospital publico....Isso é primeiro mundo?Ficar doente ,sem dinheiro e morrer por falta de assistencia medica...a ausencia total do Estado já comprovou ser mãe de desigualdade social e falta de humanidade.
Essa maneira de debater,ofendendo,é triste,seria mais coerente um embate democrático de propostas....se realmente tiverem propostas novas.
Sinto ferida a imagem da mulher,por ser mulher,não pode ser presidente?

Marcelo Delfino disse...

Pô, Tsavkko, que decepção. Um simpatizante do PSOL divulgando uma marchinha da campanha Dilma 2010 já em fevereiro? Espere só os companhêro do PSOL saberem disso.

Os caras do PSOL são mais dignos de respeito. Pelo menos eles não fazem acordos com a direita (PMDB, PTB, PP, PSC, PR, PRB, etc) como fazem os petralhas.

Agora não adianta, que também mostrarei a marchinha. Juntinho com o Melô do Bolsa-Família, para a qual a Marchinha da Dilma serve de resposta.

Eu adoro apagar incêndio com gasolina.

Marcelo Delfino disse...

P.S: Se bem que o deputado estadual Marcelo Frouxo, digo, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) fez acordo com Paulo Melo (PMDB-RJ) e com quase toda a Alerj para tornar o fânqui "patrimônio cultural do Estado do Rio de Janeiro". E com o apoio do deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ).

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Marcelo,

A música é divertida, bem humorada, me lembra o PT de antigamente, no qual fui criado, antes de toda essa putaria que vimos... O que me deixa abismado é a reação, a direita absurda e seu machismo escancarado.

E o fato de simpatizar com o PSOL ñ me torna nem parte do partido e nem alguém sem opinião...

Postar um comentário