quinta-feira, 18 de março de 2010

Estúpido revisionismo Histórico

Pin It
José Miguel Beñarán Ordeñana, mais conhecido como "Argala", foi militante da ETA, assassinado pelo grupo terrorista de extrema-direita conhecido como Batalhão Basco Espanhol (Batallon Vasco Español - BVE) que, assim como os GAL, mantinha ligações diretas com o Estado Espanhol.

Argala lutava pela independência do País Basco e contra a ditadura de Franco. Foi um dos responsáveis pela chamada Operação Ogro, que matou o Marechal e sucessor de Franco, Luis Carrero Blanco.

Foi, pois, um herói da luta contra o franquismo e um herói da resistência Basca. E hoje é tratado como terrorista pelo revisionismo SocioFascista do PSOE, mancomunado com os pós-Franquistas do PP.

Argala nasceu na pequena cidade Basca de Arrigorriaga e a praça central da mesma recebeu seu nome nos anos 70, após sua morte, para homenagear este lutador. Argala Enparantza, ou Praça Argala.

Mas o revisionismo espanholista, com sua sanha por apagar e destruir a história do povo Basco forçou a mudança do nome da praça no início de 2009. As vítimas do Franquismo e do Estado Espanhol são comumente esquecidas quando, como no caso de Argala, pegam em armas contra o Estado para denunciá-lo.

Caso mais recente deste reviosionismo tosco e perigoso é a perseguição da "justiça" contra o histórico dirigente Abertzale Tasio Erkizia que, em 2008, participou de um ato em Arrigorriaga em homenagem à Argala. Por tal aprticipação, Erkizia pode enfrentar anos e anos de cadeia.
Tasio Erkizia

Curioso notar que os líderes dos GAL, grupo fascista que assassinou dezenas de Bascos, não chegaram a passar nem 5 anos presos. Nenhum deles. Todos membros destacados do PSOE ou das forças de segurança (sic) do Estado Espanhol. Indultados. Condecorados.

Até mesmo Melintón Manzanas, uma das primeiras vítimas da ETA, foi condecorado postumamente. Detalhe: Manzanas trabalhou para a Gestapo, lutou por Franco e torturava e matava prisioneiros Bascos sempre que podia. Era um criminoso. Hoje, um criminoso herói da Espanha.

Por um ato também em homenagem a Argala, em 2003, Arnaldo Otegi foi condenado a 15 meses de cadeia.

Curioso é que os Fascistas que anualmente homenageiam a Franco e a seus asseclas assassinos não são rpocessados, não cumprem qualquer pena. Os que sentem saudades dos anos de "guerra sucia" com grupos de extrema-direita a assassinar Bascos não são processados, não cumprem pena. NA verdade nem os assassinos e membros de tais grupos.

Para a cadeia vão apenas os antifranquistas, os lutadores da liberdade.
------
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

Cobarde asesinato del Almirante Don Luis Carrero Blanco (q.e.p.d.)

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Cobarde, caro anonimo, fueron los asesinatos patrocinados por décadas de regimen genocida de Franco y Carrero Blanco! Joder!

Rodrigo disse...

Y negarle a la historia y a la humanidad el hecho de haber sido er primer español a viajar a la luna? Nunca!!! Olé!

Postar um comentário