quarta-feira, 31 de março de 2010

O nível do jornalismo nacional exemplificado

Pin It
Há mais de um ano que venho constantemente criticando o jornalismo brasileiro. Veja, Folha, Globo, Estadão... Basicamente todos os grandes meios de comunicação brasileiros assumiram um caráter golpista e passaram a agir como o PIG, Partido da Imprensa Golpista. Mas hoje tive uma (in)grata surpresa ao ver que este tipo de jornalismo não é algo que é simplesmente "imposto" aos jornalistas. Não se trata apenas de uma direção viciada, nas mãos de Otavinhos da vida que impõem uma agenda aos demais.

Claro, temos Reinaldos Azevedos e Diogo Mainardis como bons exemplos do lixo jornalístico, mas ainda encaro o primeiro como um personagem e o segundo como um doente mental, difícil levar em consideração ou acreditar na seriedade de ambos. O Mídia Sem Máscara dá no mesmo, a TFP manda lembranças.

Meia e volta nos deparamos com Dimensteins e Boris Casoy's da vida, seres lamentáveis, irremediáveis, mas eu ainda pensava que este tipo de coisa se limitava ao alto escalão, aos que dão as cartas. Engano meu.

O grotesco se espalhou e entranhou em todos os níveis. Hoje (ontem), a surpresa. O @diegocasaes me passa um tuíte que, ao abrir, me senti enojado:

@paulojornalist: Pq todo terrorista é mulçumano?

Como tenho gosto pelo perigo, fui fuçar um pouco mais e o que vejo?

@paulojornalist: Alguém ve um mulçumano fazendo alguma coisa pela paz mundial?
@paulojornalist: muitos paises tem medo de se manisfestar abertamente contra esses ataques com medo.
@paulojornalist: só causam destruição e terror
@paulojornalist: muita gente fica defendendo, mas quando um parente seu for morto por um homem-bomba, não chore .
@paulojornalist: O presidente russo, Dmitry Medvedev, quer caçar os terroristas mulçumanos? é facim facim
@paulojornalist: taca fogo nas mesquitas
@paulojornalist: coloca racuminho nos buracos e dos guetos
@paulojornalist: E o Lula e Dilma ficam de beijos e abraços com esses elementos nefastos.


Falamos de um jornalista que descreve a si mesmo como "Jornalista, Radiorrepórter, Especialista em Gestão da Comunicação Organizacional, Media-training, Auditor das Iso’s 9001, 14001 e 18001.".

É o retrato do que virou, hoje, o jornalismo (sic) brasileiro. Ignorante, falso, mentiroso, deturpador, intolerante e preconceituoso.

Não é à toa que ao abrir um jornal os Palestinos são sempre culpados e Israel o paraíso, o Irã é o demônio, Cuba é assassina e as Damas de Branco - junto com Posada Carrilles - heroínas... Para a mídia, ainda, Serra é uma espécie de Deus que pune os infiéis: Professores, estudantes, trabalhadores, pobres.... Enquanto Lula, em tudo que faz, está errado - ainda que, ao contrário do PIG nacional, lá fora as opiniões sejam diametralmente opostas.
  
Mas deixo claro uma coisa: Minha crítica não está direcionada a este jornalista em particular. Ele é apenas mais um. Mais um que compra o discurso midiotizado, enlatado, burro e tendencioso da mídia e o reproduz como se fosse verdade.


E, através de gente como ele que milhões de pessoas se informam (sic) diariamente. É graças à jornalistas (sic) ao estilo Mirian Leitão, Dimenstein, Casoy, Bonner e tantos outros que a nossa imprensa caminha para o buraco, virou apenas lixo.


Pode parecer exclusividade deste jornalista tamanho desconhecimento de fatos, história e realidade, mas demonstrações claras de rascismo, de ignorância histórica e factual, de má fé, preconceito e intolerância são diárias. 

É Casoy atacando Garis, Lucia Hipólito culpando os pobres pelo blecaute do ano passado, O PIG em geral atacando os professores por terem apanhado da PM e estarem protestando contra Serra - Política, dizem! - ou ainda os pseudo-analistas louvando meia dúzia de mulheres cubanas insatisfeitas e fingindo não ver as centenas que realizam contra-marcha contra estas...

------
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Anônimo disse...

Esse cara nunca ouviu falar do IRA né? Falta de tudo, principalmente cultura geral, o básico de que precisa um jornalista! Lamentável.

Anônimo disse...

Tsavkko, um cara que aplaude Anastasia e Aécio sem criticar minimamete nada em MG, claaaaaro que é parte da imprensa oba-oba mineira (que é pior do que a imprensa de á que é CENSURADA pelo PSDB). É pra notar e depois ignorar, não tem credibilidade. Abs.

Marcelo Pereira disse...

Acompanho o teu blog e tenho que concordar com vc. Falam tanto do racismo contra os negros, mas nunca falam do racismo contra os palestinos.

Tenho absoluta certeza que nem todos os palestinos são terroristas, e talvez seja uma minoria. Palestinos também fazem parte de um povo batalhador que merece respeito e compreensão.

Os atos de terrorismo praticados por alguns acabam passando uma idéia errada dos palestinos e da religião muçulmana, que também prega a paz e o respeito ao próximo.

Não sou palestino, muito menos muçulmano, mas não confio cegamente na mídia, procuro investigar e ir atrás de fatos. A mídia só serve para construir mitos. Confiar no que ela diz sem verificar é acreditar em mentiras.

Arierom disse...

Desculpas por não ser minha praia...
Mas não é por essas e outras que a função/profissão jornalista anda em baixa?

Concursos para ganhar R$510,00 (Diário do Pará)

"Por 8 votos a 1, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram na sessão desta quarta-feira (17) que o diploma de jornalismo não é obrigatório para exercer a profissão." (17/06/2009)

Creio que há gente boa fazendo coisas boas, mas poucos ou raros na "grande mídia" - penso eu.
Parabéns pelo conteúdo do blog!

Doo disse...

Mano! Quem convidou essa mídia?

(e quem convidou o primeiro anonimo... deve ter postado soh pra te incomodar... ignoremos)

Postar um comentário