sexta-feira, 28 de maio de 2010

Existe um real perigo de golpe no Brasil?

Pin It
------
Propaganda
-------
Muitos blogs vem discutindo seriamente esta possibilidade, a de um novo golpe no Brasil. Um golpe branco, mas ainda assim golpe.

As razões são inúmeras, mas o principal indicador passa pelo judiciário, tanto TSE quanto STF. Por mais que ainda existam por lá elementos confiáveis, democratas, constitucionalistas, enfim, os honestos (menção honrosa para Joaquim Barbosa) que não permitiriam que a normalidade democrática fosse abalada, sabemos que também existem as maçãs podres, os golpistas, conservadores ligados ao latifúndio e ao que há de pior no país.

Lula foi condenado pelo menos 4 vezes por propaganda antecipada. O PSDB nenhuma vez sequer. Não tiro a razão das condenações contra Lula, acredito que não foram justas, mas posso aceitar a tese da diferença de interpretação. O problema é quando o "outro lado" faz o mesmo, e até pior, e não sofre absolutamente nada.

O caso do site "Gente que Mente" é emblemático.

Acreditar que existe um complô de setores conservadores aliados à elementos do judiciário não é errado, na verdade é extremamente factível, mas daí a temer um golpe?

Argumentos favoráveis à opinião de que pode sim haver golpe se sustentam de diversas maneiras.

O Anti Tucano fez uma postagem sobre uma enquete na Folha com a seguinte pergunta: "Você acha que a propaganda antecipada deveria ser punida com a impugnação de candidaturas?". Pergunta esta que vem do sonho da direita em impugnar a candidatura de Dilma pelas supostas propagandas antecipadas e, sem dúvida, encontra algum eco no judiciário.
O cloaca News reforça a idéia de que o judiciário estaria partidarizado ao postar sobre uma flagrante irregularidade na campanha de José Serra:
"[...] a distribuição, pela campanha de Serra, de um vale-combustível no valor de R$ 20 a cada “manifestante” sobre duas rodas."

O crime é claro e notório, mas em momento algum a justiça se moveu para condenar. Aumentam as suspeitas.

O Deputado Brizola Neto é outro que se junta às denúncias e se pergunta onde está o TSE: Serra na TV, em campanha, no horário de outro partido que não o seu e nenhuma punição.

Já que a direção do PT, não faz, o tijolaco.com faz. Está aí a prova mais que evidente da transgressão da legislação eleitoral pela turma do demo-tucanato. O horário de inserções de televisão do Democratas, no Ceará, é entregue todo a José Serra, do PSDB.

O Paulo Henrique Amorim é o mais direto em suas críticas, o mais insistente e um dos maiores defensores da tese de que pode haver um golpe em curso. E não sem razão, se preocupa e denuncia:
A candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à Presidência caminha para ter problemas já no registro e, se eleita, na sua diplomação.
A afirmação é da procuradora da República e vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, que avalia que esses problemas podem surgir se casos de desrespeito à legislação eleitoral continuarem na pré-campanha.
Cureau diz haver “uma quantidade imensa de coisas” na pré-campanha de Dilma que podem ser interpretadas como abusos de poder econômico e político.
O Ministério Público Eleitoral está reunindo informações sobre os eventos dos quais a ex-ministra tem participado para pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a abertura de uma Aije (Ação de Investigação Judicial-Eleitoral) por abuso de poder econômico e político.
Em tese, a Aije poderá resultar na negação do registro ou no cancelamento da diplomação pela Justiça Eleitoral, como já falou, há dez dias, o ministro Marco Aurélio Mello, do TSE.
Assinante do jornal leia mais em Abusos ameaçam eleição de Dilma, diz procuradora
Eduardo Guimarães é outro que teme um golpe branco e mais de uma vez tocou no assunto, inclusive publicando mensagem de leitora:
Venho expressar meu mais profundo repúdio à parcialidade que certas declarações públicas deixam entrever.
Eu, como centenas de outros blogueiros, vimos acompanhando os movimentos das campanhas eleitorais e sabemos que a campanha do PSDB/DEM tem perpetrado barbaridades contra a lei eleitoral (algumas apontadas em ações apresentadas pelo PT, que constam do site do TSE).
Eduardo Guimarães não tem medo em acusar frontalmente o TSE de prejudicar a candidatura de Dilma e de atacar blogueiros ligados ao poder com interesses escusos.

No fundo, acredito que a principal intenção dessa coalizão envolvendo mídia, membros da Justiça Eleitoral e o PSDB, o PFL e o PPS é, muito mais, a de chantagear Lula para que não diga ao povo que quer votar em seu candidato quem é esse candidato.
A impressão que se tem é a de um certo desespero, porque não poderão impedir Lula de apoiar sua candidata. É da democracia. O povo tem todo o direito de saber quem o presidente que aprova de maneira tão decidida indica para sucedê-lo. Simplesmente parecem estar sonhando com a hipótese de impedir Lula de falar ao povo que o elegeu.
É de uma burrice imensa, esse novo golpe da direita. Para o cidadão comum, fica claro que Serra está pensando em vencer o pleito no tapetão. Para os partidos, no âmbito das alianças, fica claro, também, que, ao se aliarem à campanha tucana à Presidência, estarão embarcando em uma candidatura que depende do tapetão para vingar.
A possibilidade de golpe branco existe, mas é difícil saber se será levado adiante. Estamos diante de um presidente com popularidade recorde, seja no Brasil ou fora dele, com um amplo apoio especialmente entre as camadas mais pobres da população, mas também entre o grosso da classe média pensante e até mesmo entre o empresariado que não deixou de lucrar, apesar dos avanços sociais alcançados - no Brasil persiste a velha idéia de que se o povo está feliz é porque o empresariado não está, e vice-versa -, logo, seria preciso muita coragem e uma grande mobilização para que a candidata deste presidente seja prejudicada abertamente.

PSDB, DEM e PPS são os supostos partidos por detrás da tentativa de golpe. Não surpreende. Junto com a Mídia golpista, (PIG), com setores conservadores das Forças Armadas (e até mesmo internamente ao governo, caso do Ministro Nelson Jobim), da Igreja, da Justiça (Gilmar Mendes e cia limitada) e da sociedade em geral, vem arquitetando um verdadeiro teatro de mentiras, enganações, propaganda e manipulações.

São fichas falsas, comparações descabidas (Lula foi até comparado com Nazistas por um famoso colunista), denuncismo, criação de factóides... Até mesmo naquilo em que o PT (partes dele, obviamente) é efetivamente culpado - Mensalão, por exemplo, - os DemoTucanos e demais membros de sua seita se mobilizam para atacar como se paladinos da moral fossem quando, sabemos, fizeram igual ou pior.


O golpismo sempre rondou tais setores, afinal, criaram e apoiaram o regime militar, lutaram para destruir o PNDH-3 ( oque, infelizment,e o governo aceitou) e batalharam para salvar a pele dos torturadores da Ditadura (infelizmente elementos do PT acabaram por também apoiar este crime), mas talvez seja exageiro acreditar que, agora, iriam tentar novamente. Mas o desespero, infelizmente, nos leva à extremos.


Os indícios são fortes, o desespero idem, e não podemos negar que os golpistas (ou supostos golpistas) tem excelente ligações com e no poder. É esperar para ver, ou melhor, agir para não ver.

Fico com a Maria Frô:
No Brasil não há nenhuma sombra de instabilidade seja ela econômica, política ou social que justifique um ‘tapetão’. Se o TSE resolver seguir este caminho a própria instituição se acabará, porque perderá o respeito que os cidadãos brasileiros têm em relação a ela. Seria um tiro no pé que traria o povo às ruas.
É bom que os poucos ministros que parecem querer partidarizar o STF ou que estão permitindo a sua partidarização não se esqueçam que estamos falando de um presidente com aprovação recorde na história e com um moral internacional que nenhum outro chefe mandatário da nação conseguiu ter.
O Brasil mudou, somos mais politizados, temos mais recursos para expressar nossa opinião e se opor a desmandos venham eles de onde vir.

Aliás, sobre a "receita" para o golpe, vale a leitura do Esquerdopata.
---------------------------
Ferramenta interessante para se denunciar campanha ilegal, como as que o Cloaca News e o Brizola Neto denunciaram, é o Eleitor2010, baseado na plataforma Ushaidi, mesma usada para monitoramento da crise no Haiti. Qualquer um pode e deve enviar relatos através do formulário no site e nos ajudar a criar um panorama da ilegalidade eleitoral pelo país até as eleições e, assim, monitorar os movimentos golpistas de certos setores.

Vamos participar de uma plataforma online e colaborativa e tornar mais limpa nossa eleição.

O site do Eleitor2010 é http://eleitor2010.com/ e o Blog é http://blog.eleitor2010.com/
------
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Cristiane Paula disse...

Será que os brasileiros vão mesmo à rua se houver o golpe? Bem, prefiro não apostar p/ ver. Abraço a todos!

Postar um comentário